segunda-feira, 7 de agosto de 2017

SÍNDICO PROFISSIONAL - SAIBA MAIS

Síndico profissional

Um mercado que gera diretamente mais de 200 mil empregos e movimenta quase R$ 13 bilhões por ano

O síndico profissional, surgiu com uma retificação do Art. 1347 do Código Civil, mais especificamente com a lei 10.406/02, a qual institui que a assembleia poderá eleger um síndico não condômino para a administração de prédios residenciais ou comerciais.

O condomínio deve ser visto como uma empresa, pois, assim como as empresas o síndico tem muitas responsabilidades legais, entre elas civil, criminal, trabalhista, previdenciária, tributária e ambiental.

O cumprimento de normas de segurança, o controle financeiro e dentre outras tarefas, o profissional deve ser capacitado para agir dentro destes setores, bem como administrar os conflitos internos, estudar o R.I. cumprir e fazer cumprir o mesmo.

Um bom síndico tem que saber tudo o que se passa no condomínio. Por isso, assim que assumir o posto, deve estudar a gestão antiga e conferir as prestações de conta, orçamentos, processos judiciais que estão correndo e problemas estruturais notados pelo antigo síndico.

A contratação de um profissional tem suas vantagens, umas delas é a falta de vínculo com funcionários e moradores, sendo assim, uma figura neutra


Com a ajuda desses dados é possível ficar por dentro da situação, identificar acertos, falhas e traçar metas. Para controlar todas as contas de um condomínio e contribuir para qualidade de vida de seus moradores, não podemos esquecer que não pode faltar paciência, boa vontade e pulso firme.

Espera-se que um gestor tenha autoridade e bom senso. Não existe exigências quanto a formação, o ideal é que o candidato atue na área administrativa, recursos humanos ou direito.

A necessidade de ter conhecimento em todas estas áreas faz com que a procura de cursos profissionalizantes cresça, hoje contamos com vários cursos voltados para a capacitação de síndicos, um deles é oferecido pela Shadai Consultoria com sede em SP e estará em Cuiabá nos próximos dias 3 e 4 de agosto. Para maiores informações entre em contato pelo site www.shadaiconsultoria.com.br

A contratação de um profissional tem suas vantagens, umas delas é a falta de vínculo com funcionários e moradores, sendo assim, uma figura neutra. O Síndico profissional necessita de um elevado nível de conhecimento e dedicação.

Admitir um profissional tem custo para os condomínios, mas sua atuação é mais rígida, na sua maioria tem características de liderança, organização e excelência em suas negociações, com estes conhecimentos as ações são mais dinâmicas e trazem aos condomínios resultados econômicos.

Ao contratar um profissional o ideal é formalizar mediante contrato. Neste contrato é de suma importância determinar prazo de validade, carga horária, funções que serão desempenhadas no caso o artigo 1.348 do CC que se trata das atribuições legais do síndico e a remuneração.

Não podemos esquecer que o síndico profissional deve ser eleito como qualquer síndico por meio de assembleia. Por isso é fundamental ter boa comunicação verbal, boa apresentação pessoal, mostrar atenção e pro atividade evitando problemas provenientes de falta de diálogo.

NAIRA FRANZOI é administradora, síndica profissional, consultora em Gestão Condominial. Atuante na área desde 2013, em seu curriculum coleciona diversos cursos profissionalizantes na área e participações em congressos nacionais.




Nenhum comentário:

Postar um comentário